Relativity quer criar foguetes em Marte com a Stargate, uma linda impressora 3D

 

 

A Relativity quer usar impressoras 3D para criar foguetes e naves em alguns dias, ao invés de anos, com um propósito muito claro, que um dia possam elas ser levadas para fazer seu trabalho em Marte, criando foguetes usando matéria prima do próprio planeta vermelho.

A Stargate (adorei o nome) é a maior impressora 3D de metal do mundo (ver a escala na foto acima), com três braços e a capacidade de produzir um foguete do zero (a partir de matéria prima) em apenas 60 dias, segundo a Relativity. Outro dia eles contrataram Tim Buzza, que é um ex-funcionário bem experiente da SpaceX e da Virgin Galactic/Virgin Orbit, e será um dos consultores da Relativity na criação do seu foguete impresso em 3D, ou seja, agora vai!

No vídeo da PBS que coloquei no final do post, o sócio-fundador da Relativity, Tim Ellis (não, não é meu primo), faz um tour pela fábrica e mostra a Stargate em ação. Ellis conta que a impressora produziu recentemente seus primeiros materiais que passaram na certificação mais rígida da indústria aeroespacial, a AWS D17.1 Class A, assim os componentes poderão sim serem usados para sair da atmosfera terrestre, ou até da marciana, quem sabe um dia.

A Relativity Space já tem inclusive um contrato firmado com a NASA para lançar seu foguete Terran 1 até 2020, com payload de 1250 kg, e um custo por lançamento de US$ 10 milhões, algo que pode ajudar no seu objetivo de um dia imprimir um foguete em Marte.

Visite o site da Relativity para saber mais. Saiba mais sobre a impressora Stargate e o foguete Terran 1.

Via Ars Technica.

Deixe uma resposta